Jun 26, 2009

World Drug Report 2009 - Brazilian Government exposes the first flaw.


This is the first flaw that Brazilians discovered at the UNODC Drug Report 2009.

Bellow is the official note from the Government about it. It is published at UNODC Brazil website (in Portuguese) as a footnote of the news about the launch of the report (I did the translation).

I can't think this data was published this way unintended. Brazilian harm reduction implementation (including needle exchange programs) played a key role in the contention of the HIV infection among IDUs. Please help us spread this information and expose how careless this report is constructed.


UNODC and the National Program of STD and AIDS of the Ministry of Health clarifies


The World Report on Drugs officially launched today, 24/06, by the UN Office on Drugs and Crime, has, among other data, information on the prevalence of HIV among injecting drug users. Brazil appears with a prevalence rate of HIV of 48% for this population. This information has as a reference the article published by the Reference Group of the United Nations on HIV and Injectable Drug Use in the scientific journal The Lancet in September 2008. However the percentage on the prevalence of HIV among IDUs cited in the article does not reflect the current situation of the country, because it is a outdated, as it refers to the situation of the epidemic in the early 90ths
The Ministry of Health works with the official notification of cases of AIDS and in the second
epidemiological bulletin, 2008, you can see a reduction of 72.6% of cases of AIDS among the population of injecting drug users in the period 1996 to 2006. The percentage of cases among the male population of IDUs in 1996 was 23.8% and fell to 8.9% in 2006, among women the percentage fell from 12.6% to 3.3%, respectively.
It is still important to clarify that there is an ongoing research of HIV prevalence among the
population of injecting drug users within the project implemented in partnership by National STD and AIDS and the UNODC, which will allow the collection of updated data.

United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC)
National STD and AIDS of the Ministry of Health

Also published at Psicotropicus Blog

UNODC lança Relatório Mundial sobre Drogas 2009 com dados desatualizados sobre o Brasil

24 de junho de 2009 (UNODC) – O Relatório Mundial sobre Drogas 2009, lançado hoje pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), mostra que o mercado global de cocaína, opiáceos (ópio, morfina e heroína) e de maconha está estável ou em declínio, enquanto a produção e o uso de drogas sintéticas estão em crescimento nos países em desenvolvimento.

O Brasil aparece com uma taxa de prevalência do HIV de 48% entre essa população. A informação tem como referência artigo publicado pelo Grupo de Referência das Nações Unidas sobre HIV e Uso Injetável de Drogas na revista científica The Lancet em setembro de 2008. No entanto o percentual sobre a prevalência do HIV entre UDI utilizado no artigo não reflete a situação atual do país, pois trata-se de um dado desatualizado, que se refere a situação da epidemia no início da década de 90.

Nota oficial do MS publicado no site da UNODC Brasil.

UNODC e Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde esclarecem.

O Relatório Mundial sobre Drogas lançado oficialmente hoje, 24/06, pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, apresenta, entre outros dados, informações sobre a prevalência do HIV entre usuários de drogas injetáveis. O Brasil aparece com uma taxa de prevalência do HIV de 48% entre essa população. A informação tem como referência artigo publicado pelo Grupo de Referência das Nações Unidas sobre HIV e Uso Injetável de Drogas na revista científica The Lancet em setembro de 2008. No entanto o percentual sobre a prevalência do HIV entre UDI utilizado no artigo não reflete a situação atual do país, pois trata-se de um dado desatualizado, que se refere a situação da epidemia no início da década de 90.


O Ministério da Saúde trabalha oficialmente com a notificação de casos de aids e segundo o boletim epidemiológico de 2008, é possível constatar uma redução de 72,6% dos casos de aids entre a população de usuários de drogas injetáveis no período de 1996 a 2006. O percentual de casos entre a população masculina de UDI em 1996 era de 23,8% e caiu para 8,9% em 2006, entre as mulheres esse percentual passou de 12,6% para 3,3%, respectivamente.
É importante esclarecer ainda que está em andamento pesquisa de prevalência do HIV entre a população de usuários de drogas injetáveis, no âmbito do projeto implementado em parceria pelo Programa Nacional de DST e Aids e o UNODC, o que permitirá o levantamento de dados atualizados.


Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC)
Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde


House of Cards - Any resemblance to reality is NOT pure coincidence.

Underwood's speech in House of Cards shows astonishing resemblance to Bush's address to the Congress in 2001 when the War on Terror...