Exclusiva: Ethan Nadelmann fala de suas expectativas para a visita ao Brasil.


O diretor executivo da Drug Policy Alliance, Ethan Nadelmann está no Brasil até o dia 9 de agosto e participará de uma série de eventos promovidos por diversas organizações e veículos da mídia brasileira.

Desde 2000 à frente da Drug Policy Alliance, o doutor em direito pela Harvard e professor de política da Princeton se tornou o mais proeminente defensor de reformas nas políticas de drogas no mundo. Descrito como "the point man", pela revista Rolling Stone, por seu papel de liderança, Ethan Nadelmann é hoje referência quando se fala em legalização e fim da guerra às drogas.

Meu último encontro com Ethan foi em abril, na conferência da IHRA na Tailândia, conversamos sobre sua ida, já confirmada, ao Brasil para o congresso da ABRAMD e do interesse da Psicotropicus em promover outros eventos com ele na mesma ocasião.

Desde o ano passado Ethan Nadelmann, está ainda mais envolvido com as questões da América Latina; serviu de consultor para a Comissão Latino Americana sobre Drogas e Democracia, trabalhando de perto com o Viva Rio, deu entrevista a Alnaldo Bloch em Bogotá e em suas falas recentes tem reforçado a importância de encontrar soluções para a "guerra às drogas" que tem assolado países como o México.

A Psicotropicus e Ethan Nadelmann são parceiros no ativismo pro-reforma de longa data e não poderíamos perder a chance de divulgar as idéias de Ethan durante a sua estadia no Brasil. Com a parceria do Viva Rio, foi possível promover a realização do evento do dia 5, com a presença do Ministro da Justiça e de Luciana Boiteux, que lançarão os resultados da pesquisa "Tráfico e Constituição", e também de Rubem Fernandes e Luiz Guanabara, que fará o lançamento do novo site da Psicotropicus. Além deste evento, foi ainda possível articular a participação de Ethan em palestras nas faculdades de direito da UFRJ e USP.

Pouco antes de partir para o Brasil, Ethan Nadelmann me enviou suas expectativas para a viagem.

"Primeiro, aprender o máximo que puder sobre a evolução das políticas de drogas no Brasil. Alguns aspectos do uso de drogas e das políticas de drogas são universais, mas cada lugar difere de maneira única. O que está acontecendo no Brasil me interessa, em si mesmo, e ainda pela oportunidade de aprender lições que podem ser aplicadas em outros locais.

Em segundo lugar, ajudar a informar e suscitar o debate no Brasil sobre alternativas às punitivas políticas de drogas. Eu vejo o meu papel como parte provocador intelectual e parte ativista internacional dos direitos humanos. A maior parte do meu trabalho é nos Estados Unidos, mas não existem fronteiras reais quando se trata de lutar por políticas de drogas fundamentadas em ciência, compaixão, saúde e direitos humanos.

Terceiro, refletir e elaborar estratégias com aliados brasileiros como os meus amigos da Psicotropicus, e da Viva Rio e também com outras pessoas envolvidas na luta pela reforma das políticas de drogas.

E, ah, sim, para ter algum divertimento!"

Agradeço ao Ethan e à equipe da DPA pelo interesse e disponibilidade.
Acredito que os eventos serão um sucesso e também um marco para a o debate da reforma da políticas de drogas no Brasil.

Eu e a equipe Psicotropicus no Brasil, estaremos de olho nas notícias e nos eventos e divulgaremos todas as informações relacionadas.

Por Marisa Felicissimo

Comments

  1. Vi o blog no Hempadão e achei ótimo. Parabéns pelo texto, excelente. E pela luta a respeito das drogas. Grande abraço.

    ReplyDelete
  2. Excelente, parabéns pela exclusiva!

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular posts from this blog

About Marisa Felicissimo

26 de junho: Vamos ajudar o UNODC a fazer uma escolha saudável!